Chegam hoje as primeiras confirmações para a 6ª edição do MEXE – Encontro Internacional de Arte e Comunidade. Num ano desenhado com particular dificuldade, indefinição e intensidade, o MEXE  questiona “o risco” de desistência do humano e das suas múltiplas possibilidades de ser e estar. A acontecer no Porto, e pela primeira vez em Viseu e Lisboa, o Encontro traz para a sexta edição três projetos: as histórias e relações entre Miragaia, o Porto e o Rio Douro de “Altamira 2042” (Gabriela Carneiro da Cunha), as trocas culinárias com o gosto de amanhã de “Sabor Visceral do Futuro” (BOCA) e a auto-proclamação do Centro Cultural das Fontainhas com o “Laboratório dos Riscos Impossíveis”.

Comente

O seu endereço de email não será publicado.

Participação no MEXE

• Para a participação nas ações é obrigatório o levantamento de bilhete nos espaços onde estas se realizam. São exceções os seguintes projetos: Herbário Anticolonial e AS BRAVAS: um manifesto, para as quais a inscrição se deve realizar através de mexe.org.pt

• São exceções as ações apresentadas na Culturgest, CRL – Central Elétrica, Teatro Carlos Alberto/TNSJ, Teatro Municipal do Porto.Campo Alegre e Teatro Viriato.

• A bilheteira estará disponível apenas uma hora antes do início das apresentações, no local onde acontecem.

Scroll to Top