Arranca este sábado a sexta edição do MEXE – Encontro Internacional de Arte e Comunidade. Com base no Porto, o evento que tem como parte essencial da sua missão tornar visível o trabalho de companhias, coletivos, cidadãs/ãos e artistas dedicados à reflexão e às práticas artísticas participativas e comunitárias estende-se, pela primeira vez em dez anos, a Lisboa e Viseu. Um programa habitado por propostas de dança, música, teatro, instalação, performance e oficinas, pontuado por palestras, conversas e encontros de discussão, propõe-se em setembro de 2021 a reflectir sobre as várias perspetivas d’O Risco. A abordagem do Humano e a natureza, o orgânico e o digital, a desigualdade e a exclusão são algumas das temáticas que pretendem agitar as águas em tempos de indefinição e medo. 

Comente

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Participação no MEXE

• Para a participação nas ações é obrigatório o levantamento de bilhete nos espaços onde estas se realizam. São exceções os seguintes projetos: Herbário Anticolonial e AS BRAVAS: um manifesto, para as quais a inscrição se deve realizar através de mexe.org.pt

• São exceções as ações apresentadas na Culturgest, CRL – Central Elétrica, Teatro Carlos Alberto/TNSJ, Teatro Municipal do Porto.Campo Alegre e Teatro Viriato.

• A bilheteira estará disponível apenas uma hora antes do início das apresentações, no local onde acontecem.

Scroll to Top